• Philo Care

Os 5 P's da Philo: Construção de Times de Alta Performance



Hoje, muito se ouve falar sobre a cultura organizacional de uma empresa, seus valores e objetivos. Neste post falaremos sobre a cultura da Philo. Vem com a gente e conheça os nossos 5 Ps!


Estratégia para recrutar bons profissionais: Contratamos sempre por indicação de pessoas conhecidas do mercado de tecnologia e saúde, que apresentem resultados comprovados. Mantemos um time “Lean” de poucos profissionais altamente qualificados, SEMPRE com participação acionária na empresa, estabelecida através de contrato de vesting com participação acumulada gradualmente ao longo de 36 meses, atrelados à performance e cláusula de Cliff, good leaver, bad leaver.


3 exemplos de como estabelecemos nossa cultura para reter talentos:

  • Participação acionária para todos os colaboradores.

  • Trabalho remoto, horários flexíveis, be yourself.

  • Metodologia ágil com entregas e prazos claros – a pessoa se organiza de forma livre.

2 ações de engajamento de colaboradores:

  • Competições de startups (vencemos 3 competições), com engajamento de todos

  • Pilotagem de clientes: designação de um “líder de relacionamento” para clientes importantes: cria “senso de dono”, com responsabilidade e meritocracia.

Como tratamos o tema diversidade


Temos um time enxuto (6 pessoas) com 2 mulheres e 4 homens. Temos grande preocupação com diversidade e respeito absoluto a todas as orientações pessoais, religiosas, etc. A despeito do time pequeno, temos uma grande atenção à forma como atendemos nossos clientes e parceiros, com tolerância zero para preconceitos e estereótipos.

Nossa linha de produtos privilegia o bem estar de mulheres (com suas particularidades pessoais e fisiológicas), os sêniors (com suas necessidades específicas), e um foco especial em pessoas LGBTQI+, uma vez que tratamos as necessidades de saúde de cada pessoa de forma individualizada, customizando o atendimento para que ela seja tratada exatamente da forma que deseja.


Como a cultura organizacional está sendo construída


Nos inspiramos nos conceitos das “Organizações Exponenciais”, com um propósito transformador massivo muito claro (Tratar a Saúde Antes da Doença), e oferecendo flexibilidade e liberdade muito grandes para que as pessoas possam ser elas mesmas, desde que aderentes aos nossos “P’s” (valores culturais).

Utilizamos ferramentas ágeis e processos similares ao spotify, com a criação de squads para entrega de sprints. A estrutura hierárquica é bastante fluida, sem “chefes” ou “subordinados”, mas apenas líderes temporários, com seus papeis e responsabilidades para aquele Sprint. É bastante frequente a situação onde um líder de determinada squad é subordinado em outra squad, gerando um mecanismo de colaboração poderoso, onde a hierarquia desaparece e todos ganham ao alcançar os objetivos de forma coletiva e colaborativa.


Primeiro P

PERSONALIZAÇÃO

O empoderamento do consumidor é o primeiro pilar da Saúde Digital, segundo roteiro de transformação proposto pela HIMSS (Health Information Management Systems Society) (1).


As estruturas de saúde foram projetadas para tratar a doença, que uma vez constatada, utiliza prescrições médicas para produzir desfechos de melhora. Por esse motivo, essas estruturas não foram preparadas para acompanhar a saúde de cada pessoa de forma individual e contínua, ajustando as prescrições para atingimento preciso dos objetivos de vida de cada um.


Isso cria uma necessidade não atendida, pois com o maior nível de informação disponível, aliado às tecnologias diagnósticas cada vez mais sofisticadas e acessíveis, as pessoas passaram a buscar experiências orientadas para suas características individualizadas, suas necessidades imediatas e planejamento de suas aspirações e metas para o futuro (2).


A Philo Care, consciente dessa tendência, criou um modelo onde a sua saúde é tratada de forma individual, 7 dias por semana, 24 horas por dia. Nós aprendemos como seu organismo funciona, desenhamos o roteiro de evolução segundo seus objetivos, e te avisamos continuamente se esses objetivos estão sendo alcançados, ou quais melhorias poderiam ser feitas para um resultado ainda melhor.


E, claro, se houver um desvio, nós ficaremos sabendo, e vamos imediatamente ativar o próximo “P”.


Segundo P

PROTEÇÃO

Em nossas entrevistas, descobrimos que a maior preocupação de indivíduos adultos e sêniors é a proteção. Imaginávamos que seriam os custos, porém, mesmo quando o plano de saúde compromete mais de 50% da renda e o preço segue aumentando, observamos casos onde nossos entrevistados removem serviços opcionais, diminuem a rede conveniada, mas esforçam-se para manter essa proteção essencial: “quero ser atendido em uma emergência de saúde”.


Diante disso, estruturamos nossa cultura para capturar as 2 situações que causam o maior número de imprevistos graves de saúde no mundo: stress e acidentes cardiovasculares.As desordens emocionais graves, como burnout, síndrome do pânico e depressão grave, são situações graduais, que iniciam uma trajetória de piora gradativa durante várias semanas, até culminar com um episódio emergencial.

Ao monitorar seu sono (3) e frequência cardíaca (4), somos capazes de detectar com bastante antecedência se o quadro emocional está evoluindo negativamente. Dessa forma, ofereceremos alertas preditivos, recomendamos que tire momentos de descanso e relaxamento, exercite-se, durma melhor, de sorte que a situação seja revertida antes de fugir do controle.


Já em casos de acidentes cardiovasculares (infarto e AVC), os sintomas podem se confundir com quadros de stress, ou são percebidos quando a situação já está avançada. Os dois casos são graves, pois o falso alerta causa pânico e retroalimenta o stress, ao passo que o alerta tardio diminui as chances de desfecho positivo.


A tecnologia atual de wearables oferece uma ferramenta valiosa nesse sentido. Estudos recentes atestam que a precisão da frequência cardíaca obtida pelos relógios mais novos é satisfatória para identificar variações(5).


Nós estudamos e incorporamos esses protocolos mais recentes em nossa tecnologia. Detectamos pequenas variações atípicas em sua frequência cardíaca, que você não consegue perceber ainda, mas que podem ser um sinal de problemas cardiovasculares. Emitimos alertas e podemos sugerir exames mais detalhados a ser realizados em casa.

Com isso, no conforto de sua casa e com muita rapidez, podemos descartar o alerta ou confirmar essa informação, a tempo de uma resposta ambulatorial antecipada, aumentando significativamente as alternativas terapêuticas não invasivas, com recuperação rápida e plena.


Terceiro P

PRIVACIDADE

Na nossa concepção, os dados de saúde são ainda mais sensíveis que dados bancários. Sendo assim, a privacidade total e absoluta tem de estar no DNA de cada colaborador. Se não nos sentimos confortáveis ao exibir nosso extrato de conta corrente, nem mesmo para familiares, isso não pode ser diferente com nossos dados de saúde.

Seguindo essa filosofia, e já preparados para as regras brasileiras (LGPD) e internacionais (HIPAA e GDPR), nós anonimizamos os dados, ou seja, tratamos os dados dos pacientes sem que outras pessoas possam identificá-los.

Funciona de forma bastante similar ao Uber ou AirBnB. Nem comprador nem prestador possuem acesso aos dados da outra parte, mas somente os dados mínimos necessários para identificação de interesse em eventual confirmação da compra.

No caso da sua saúde, você tem a informação completa de tudo: seus registros de sinais vitais, seus checkups e exames, diagnósticos (suspeitos, confirmados, primeira opinião, segunda opinião, etc), feedbacks de consultas médicas, prescrições de medicamentos, histórico de terapias e tratamentos.


Caso exista uma variação atípica nesses dados, nós nos comunicaremos de forma similar ao Uber e AirBnB: “Existe um cliente, com determinada situação de alerta, que precisa de atenção de um profissional de saúde”. O profissional não sabe quem é aquela pessoa nem teve acesso aos dados detalhados, mas ele tem as informações mínimas para confirmar se quer prestar atendimento, e quanto cobraria.


O cliente recebe uma resposta imediata: “Existem 3 profissionais que podem te atender”, pode ser por telemedicina, em casa, ou no consultório, especificando preço e horário. O cliente revisa as avaliações de cada profissional e escolhe um deles para uma consulta presencial, pois esse cliente prefere o contato humano.


Em seguida a pergunta: “Você deseja compartilhar seu histórico médico com esse profissional? ”. O cliente pode autorizar ou não. Caso selecione que SIM, o profissional terá acesso temporário aos dados, expirando um tempo após a consulta. Se negar o acesso aos dados, a consulta será realizada de forma tradicional. O desejo da consulta “em carne e osso” desse caso hipotético se repete na maioria de nossas entrevistas, e nos remete ao próximo “P”.


Quarto P

PRESENÇA

Boa parte das soluções tecnológicas concebidas hoje em dia possuem o objetivo de reduzir a interação humana com o cliente. Queremos o oposto disso. Na nossa visão, tecnologia e inteligência artificial devem aumentar o nível de interação entre paciente e médico, ao aumentar a eficiência e reduzir o tempo de espera, aumentando a presença humana.


O paciente sente-se muito mais informado, seguro, amparado e feliz por estar sendo cuidado, mantendo sua privacidade intacta. O médico poderá acompanhar um número muito maior de pessoas, não precisa esperar que fiquem doentes. Ele saberá quais necessitam de maior atenção imediata, como estão progredindo os tratamentos, fazendo pequenas intervenções preventivas. Com isso, pode realizar um volume muito maior de atendimentos, com menor vacância e melhor previsibilidade de sua agenda de trabalho.


Quinto P

PRIORIDADE

Em plena revolução digital, ainda existem serviços, produtos e inovações tecnológicas que submetem o cliente à espera desnecessária. Isso é ainda mais grave na saúde, pois eleva o stress e deteriora a situação do paciente. Na Philo Care devemos evitar: bugs de funcionamento, filas, estoques de atendimentos, processos de agendamento não integrados, procedimentos burocráticos e morosos para pagamento, reembolso, concretização do atendimento.

Nossos produtos e processos foram concebidos para serem fáceis, rápidos, transparentes, muitas vezes imperceptíveis. Nosso ideal é que os profissionais de saúde tenham a agenda cheia de clientes saudáveis, e que esses clientes sejam atendidos de forma super fácil, personalizada, preditiva e instantânea.


Referências Bibliográficas:

  • (1) Snowdon, A. Digital Health: A Framework for Healthcare Transformation. HIMSS

  • (2) A., Alessi, C., Bassi, C., DeForge, R. Enhancing patient experience through personalization of health services. (2015) Healthcare Management Forum. www.doi.org/10.1177/0840470415588656 . PMID: 26135292

  • (3) Jianping Zhu, Lizhen Ji, Chengyu Liu. Heart rate variability monitoring for emotion and disorders of emotion. Shandong Normal University, Jinan 250014, People's Republic of China. www.doi.org/10.1088/1361-6579/ab1887. PMID: 30974428

  • (4) Moshe I, Terhorst Y, Opoku K, Pulkki-Råback L. Predicting Symptoms of Depression and Anxiety Using Smartphone and Wearable Data. (2021) Front Psychiatry. www.doi.org/10.3389/fpsyt.2021.625247 . PMID 33584388

  • (5) Sana F, Isselbacher EM, Singh JP, Heist EK, Pathik B, Armoundas AA. Wearable Devices for Ambulatory Cardiac Monitoring: JACC State-of-the-Art Review. J Am Coll Cardiol. 2020. www.doi.org/10.1016/j.jacc.2020.01.046 . PMID: 32241375.



70 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo